psicose

psicose

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

FILMES DE TERROR INSPIRADOS EM FATOS REAIS

FILMES de terror INSPIRADOS EM FATOS REAIS






Um bom filme de terror é capaz de gelar nossa espinha, mas quando ele é "Baseado em fatos reais" fica bem mais interessante. E muitos filmes de terror não especificam que são baseados em histórias que realmente aconteceram, com gente que realmente viveu todo o drama e medo encenado pelos atores do filme. Abaixo você vai poder conhecer alguns filmes de terror baseados em histórias reais.


Invocação do Mal (2013)



Invocação do Mal (2013)

O filme que chegou aos cinemas este mês conta a história de um casal de investigadores paranormais com um currículo extenso – que atuara no caso de Amityville, mas jura que o evento mais assustador de suas vidas aconteceu em Harrisville – onde morava uma família com cinco filhos. Os investigadores existiram de verdade e a mulher – Lorraine Warren – mantém um museu “mal-assombrado” com objetos recolhidos das casas onde trabalhou. Já Andrea Perron, a mais velha das crianças, também está viva e escreveu alguns livros relatando sua experiência de nove anos vivendo lado-a-lado com espíritos numa casa de fazenda.

Esta é uma história real e assustadora sobre uma boneca estilo chamada Annabelle.
O caso da boneca Annabelle, é um dos mais famosos dos Warren e está registrado no livro “The Demonologist” (O Demonologista). Esse trecho foi retirado do site oficial dos Warren e traduzido para o português, vejam:"Donna finalmente estava disposta a acreditar que o espírito na casa não era o de uma menininha, mas um espírito não-humano e demoníaco por natureza. Depois da experiência de Lou, Donna sentiu que era hora de procurar aconselhamento realmente especializado e entrou em contato com um padre episcopal chamado Padre Hegan. Padre Hegan sentiu que era uma questão espiritual e que precisava entrar em contato com uma autoridade maior na igreja, então ele contatou o Padre Cooke, que imediatamente contatou os Warren.
Ed e Lorraine Warren imediatamente tiveram interesse no caso e entraram em contato com Donna a respeito da boneca. Os Warren, depois de falar com Donna, Angie, e Lou chegaram à conclusão imediata de que a boneca em si não era de fato possuída, mas manipulada por uma presença não-humana. Espíritos não possuem objetos inanimados, como casas ou brinquedos, eles possuem pessoas. Um espírito não-humano pode vincular-se a um lugar ou objeto e isso é o que ocorreu no caso Annabelle. Este espírito manipulou a boneca e criou a ilusão de que ela estava viva, a fim de obter reconhecimento, chamar a atenção. Na verdade, o espírito não estava pretendendo ficar ligado à boneca, ele estava tentando possuir um hospedeiro humano."

Assista agora um vídeo contando a história de Annabelle:





Horror em Amityville (1979)

Horror em Amityville (1979)

A história da família Lutz é uma das experiências contadas pelo casal Warren (os investigadores de Invocação do Mal) e até hoje o local acumula histórias sinistrasEm 13 de novembro de 1974 a polícia do condado de Sufolk recebeu uma chamada telefônica que a levou ao endereço 112 Ocean Avenue, Amityville, Long Island. Dentro da casa a polícia encontrou um crime brutal: o assassinato de uma família inteira enquanto dormia.
Director Stuart Rosenberg included a prolonged shot of this child’s doll in 1979’s The Amityville Horror. When asked why the camera lingered on this shot for so long, Rosenberg replied that “racism is the scariest demon of all.”
(Coincidência ou não, no filme podemos ver uma boneca parecida com a Annabelle (Invocação do Mal), que fica o tempo todo com a filha do casal)

A história real em que foi baseado: Em 1977 foi lançado o livro "The Amityville Horror: A True Story" de Jay Anson. A obra descrevia as assustadoras experiências paranormais que George Lutz e sua família teriam vivenciado numa casa mal assombrada na Avenida Ocean 112, em Amityville, Nova Iorque, EUA. O livro obteve estrondoso sucesso, foi traduzido em vários idiomas (inclusive em português) e foi tema de alguns filmes cinematográficos. O incidente atraiu famosos parapsicólogos, sensitivos e caçadores de fantasmas, alguns dois quais confirmaram a presença de "energias malígnas" no local. Segundo o autor, o livro descreve acontecimentos verídicos.
Tudo teria começado em 13 de novembro de 1974 quando seis moradores da casa foram friamente assassinados enquanto dormiam. Ronald DeFeo Jr., (o "Butch") de 23 anos, matou a tiros o pai Ronald DeFeo, a mãe Louise Brigante-DeFeo, os dois irmãos Marc e John e as duas irmãs Dawn Theresa e Allison Louise. O assassino, que cumpre pena, teria sido mentalmente impelido a cometer o crime por forças "sobrenaturais", provavelmente oriundas de "um velho cemitério indígena sobre o qual foi construído o imóvel".

Jay Anson escreveu que a família Lutz ficou apenas 28 dias na moradia porque não suportou mais a violência dos constantes fenômenos. Portas foram arrancadas, móveis se arrastavam, uma estranha substância verde escorria do teto, nuvens de insetos atacavam as crianças e vozes demoníacas soavam pelos cômodos. As forças do mal teriam até expulsado um padre que tentou exorcizá-las.
Contudo, ainda existem relatos recentes sobre o local e coincidências como a morte de Peter O’Neill, nos ataques do World Trade Center, em 2001. Peter morou na residência entre 1987 e 1997 onde foram tiradas diversas fotos da casa com câmeras especiais e uma delas traz um menino com olhar sinistro, tendo sua divulgação em 1979.













Mais informações sobre o crime dos DeFeo, clique aqui:  O caso dos DeFeo
Mais informações sobre o filme, clique aqui:  Horror-em-Amityville




Chucky, O Boneco Assassino (1988)


O Filme: Um serial killer é morto em um tiroteio com a polícia, mas antes de morrer utiliza seus conhecimentos de vodu e transfere sua alma para um boneco. Um menino ganha exatamente este brinquedo como presente da sua mãe. O menino tenta alertar que o boneco está vivo, mas sua mãe e um detetive da polícia só acreditam nele após o brinquedo ter feito várias vítimas. Mas o boneco está realmente interessado é no garoto, pois só no corpo dele poderá continuar vivo, e isto coloca a criança em grande perigo.

A Verdade: O filme foi inspirado numa vingança realizada por uma enfermeira jamaicana, habilidosa em magia negra e voodoo, que estava insatisfeita com a família Otto. Ela entregou ao garoto Eugene Otto um boneco possuído em Kay West, 1904. De acordo com os familiares, Eugene era flagrado constantemente conversando com o brinquedo; e ele costumava aparecer em lugares estranhos e a ter movimentos não condizentes com sua capacidade. Certa noite, os pais foram acordados com gritos de desespero do menino, móveis derrubados e a presença macabra de Robert. Depois que Eugene morreu em 1974, o boneco – que ficava em seu sótão – foi vendido para uma nova família, onde fatos similares foram testemunhados com uma menina. Mesmo hoje em dia, após quarenta anos, ela ainda afirma que o boneco quer matá-la. Atualmente, Robert possui site e faz parte do Museu Martello em Key West. Ele é destaque em passeios fantasmas, com sua roupa do início do século passado ao estilo marinheiro, segurando um leão. Dizem que se você quiser tirar foto com ele, deve pedir educadamente ao boneco, se não....
Robert, o boneco amaldiçoado!




Maldição (2005)

MALDIÇÃO (An American Haunting, 2005). Direção: Courtney Solomon
O Filme: Entre os anos de 1818 a 1820, a família Bell foi assombrada por uma presença maligna. Começando com a aparição de estranhos barulhos na fazenda, além de um lobo negro com penetrantes olhos amarelos, as presenças fizeram com que os familiares tivessem um colapso psicológico. Os ataques crescem, cada vez mais fortes, e os Bells tentam desesperadamente dar fim às manifestações. A história permaneceu desconhecida até que foram encontrados manuscritos de um professor local, em 1998, no qual estava descrito o horror passado pelos Bells.

A Verdade: O filme é baseado na lenda da bruxa Bell, um conto originário no Tennessee no século XIX. De acordo com o conto, John Bell foi envenenado por um fantasma, o que gerou a frase do cartaz: O estado do Tennessee considera este o único caso da história americana em que um espírito causou a morte de um ser humano. A vizinhança descobriu o caso e começou a chamar a coisa de a Bruxa dos Bells.
Segundo testemunhas, a bruxa jurou atormentar John Bell até sua morte, que ocorreu devido um enorme engano. Um frasco que continha seu remédio foi trocado por um veneno mortal. O médico foi chamado para investigar e seu veredito foi envenenamento acidental. Logo este engano foi atribuído a Bruxa dos Bells. A bruxa até no velório de John atormentou as pessoas, rindo de modo a ser ouvida por todos. A história serviu de inspiração também para o filme A Bruxa de Blair.


A Hora do Pesadelo (1984)


A HORA DO PESADELO (A Nightmare on Elm Street, 1984). Direção: Wes Craven
O Filme: A jovem Nancy (Heather Langenkamp) começa a ter pesadelos assustadores. Enquanto guarda apenas para si estas terríveis experiências noturnas, suas amigas do colégio também estão compartilhando o mesmo tipo de sonho aterrorizante. Porém, quando uma das garotas acaba sendo brutal e misteriosamente assassinada durante o sono, Nancy procura a polícia. Seus relatos a respeito do hediondo maníaco que habita seus pesadelos, contudo, são absolutamente ignorados pelos policiais. Nancy está sozinha e apavorada, mas sabe que cedo ou tarde terá que enfrentar o assassino em seu próprio mundo sombrio e irreal.
A Verdade: Wes Craven se inspirou num artigo que leu no LA Times que relatava a morte de pessoas durante o sono. Foi uma série de relatos sobre homens no Sul da Ásia que eram de famílias imigrantes e que morreram durante um pesadelo, sem que haja conexão entre eles., disse Craven numa entrevista em 2008. Uma delas era sobre o filho de um físico. Ele tinha 21 anos. Foi considerado um fenômeno em Laos, Camboja. Todos da família falaram a mesma coisa: ‘Você deve dormir.’. Ele respondeu: ‘Não, você não entende. Sempre tive pesadelos, mas este é diferente.’ Ele não queria dormir, nem com pílulas. Passaram-se seis, sete dias. Finalmente, ele estava assistindo televisão e acabou cochilando no sofá, e seus familiares disseram: ‘Graças a Deus.’ Eles o carregaram literalmente para a cama, completamente exausto. Todo mundo foi para a cama pensando que os problemas tinham terminado. No meio da noite, eles foram acordados com gritos e um barulho. Correram para o quarto, mas quando chegaram lá ele já estava morto. Uma autópsia foi realizada e não houve constatação de ataque cardíaco; ele simplesmente morreu de causas inexplicadas. Em seu guarda-roupa, havia uma garrafa com café quente, usada para se manter acordado, e várias pílulas para dormir que a família acreditava que ele costumava tomar. Foi uma história dramática e incrível, que intrigou a região por cerca de um ano.

O Exorcismo de Emily Rose (2005)

O EXORCISMO DE EMILY ROSE (The Exorcism of Emily Rose, 2005). Direção: Scott Derrickson
O Filme: Uma advogada amarga e cheia de ressentimentos (Laura Linney) envolve-se na defesa judicial do Padre Moore (Tom Wilkinson), que liderou um exorcismo que resultou na morte da possuída. Ela, no caso, era Emily Rose (Jennifer Carpenter), uma universitária de 19 anos que começa a ter estranhas manifestações não explicadas pelos médicos.
A Verdade: O filme foi inspirado em Anneliese Michel, uma garota alemã de 16 anos que, em 1968, apresentou sintomas de possessão demoníaca. Por anos, ela sofreu paralisia, se auto-flagelou e visões demoníacas até 1975, quando dois padres resolveram realizar exorcismos durante dez meses acreditando que ela possuía diversos demônios. Nesse tempo, Anneliese mal comia, e acabou morrendo de fome em julho de 1976. Seus pais e os padres foram considerados culpados pela morte da garota, mas somente os eclesiástico cumpriram seis meses na prisão.
Mais informações sobre a história real, clique aqui:  a-verdadeira-historia-de-emily-rose

O Exorcista (1973)
O EXORCISTA (The Exorcist, 1973). Direção: William Friedkin
O Filme: A clássica história da possessão da menina Reagan MacNeil (Linda Blair), em Georgetown. Para resolver o problema dois padres já são chamados para realizar um exorcismo, entre eles um velho inimigo do demônio PazuzuLankester Merrin (Max von Sydow).


O caso de exorcismo que inspirou o clássico O Exorcista
A Verdade: O roteirista e autor do romance que inspirou o filme, William Peter Blatty, teve a ideia para escrever a trama após ler um artigo na Universidade de Georgetown sobre um exorcismo realizado com um menino de 12 anos, Roland Doe, de Mount Rainier, Maryland, em 1949. Detalhes sobre a verdade dos fatos foram escondidos da mídia propositadamente durantes bastante tempo, até a história vir a público há alguns anos. Após umas manifestações estranhas na casa, como barulhos inexplicados e pratos que voavam das prateleiras, o garoto tentou entrar em contato com sua falecida tia através de uma Tábua OuijaSeu comportamento estranho começou em 1949, após a morte de uma tia. Ele começou a ouvir arranhões na parede e objetos voavam pela casa. Cadeiras e camas se moviam quando o garoto estava nelas.
A família desesperada pede ajuda a igreja católica. A primeira tentativa de exorcismo acabou em desastre. Ele rasgou o padre do ombro ao pulso com uma mola da cama. Foram necessários mais de 100 pontos o local.
Entre em cena um estudioso jesuíta que na época tinha 27 anos, Walter Halloran, que estudou na Universidade de Saint Louis e tratou de Roland. Narrando o caso, ele diz que "o garoto cuspia com precisão e acertava seu corpo a 1,5 metros... Certa vez ví uma marca em seu ombro e parecia a caricatura do demônio. Eu podia ver suas mãos e não era ele que fazia... Ouvimos a voz e ela falou que não ia embora até que uma certa palavra fosse dita.". Foram 23 noites seguidas exorcizando o menino, até que na páscoa, uma outra voz tomou o garoto e disse a palavra Dominus. Neste momento ouviu-se um tiro e o garoto ficou curado, sem gosmas ou descida das escadas como aranha.



Evocando Espíritos (2009)
EVOCANDO ESPÍRITOS (The Haunting in Connecticut, 2009). Direção: Peter Cornwell
O Filme: Quando um dos filhos do casal Campbell é diagnosticado com câncer toda a família tem que mudar para uma casa mais próxima da clinica onde Matt fará seu tratamento. Á medida que o tempo passa o comportamento do rapaz muda radicalmente e todos passam a presenciar várias atividades paranormais na casa.
A Verdade: Inspirado em episódios estranhos ocorridos com a família Parker, que se mudou para Connecticut em 1986 para se aproximar dos especialistas no tratamento de seu filho de 14 anos, Paul, diagnosticado com câncer. No local onde o adolescente dormia foram descobertos equipamentos de embalsamento que comprovavam que a casa era uma funerária. Eles relataram fenômenos estranhos como sangue no chão, vozes esquisitas e aparições. Paul foi possuído pela força, fazendo-o atacar sua família. Mais tarde, um exorcismo foi realizado para limpar a casa; e os pais juram que após o fim dos fenômenos, o rapaz se curou da doença. 
A casa foi examinada por Ed e Lorraine Warren (novamente eles). De acordo com um documentário sobre o caso em 2009 pela NBC , os agentes funerários que trabalharam no necrotério estiveram envolvidos em necrofilia com os corpos, e a sala onde os dois filhos menores ficaram anteriormente era o show-room para caixões; o corredor era onde os corpos eram preparados para o funeral. Lorraine Warren afirmou que, uma noite ouviu um barulho num quarto e quando Ed entrou para verificar, encontrou duas mulheres dançando em círculos e cantando, quando ele caminhou em direção a elas, elas desapareceram.
Em resposta ao filme, Lorraine disse que o caso real foi "muito, muito mais assustador do que qualquer filme poderia ser", e que o filme foi muito, muito vagamente baseado em sua experiência na casa.
Lorraine Warren disse à Associated Press que a casa ficou livre de qualquer presença depois de um exorcismo realizado em 1988.


O maior inspirador de filmes de terror de todos Ed Gein:

Inspirou nada mais nada menos que três grandes clássicos do terror: "O Massacre da Serra Elétrica", "Psicose" e "O Silêncio dos Inocentes". 



PSICOSE (Psycho, 1960) Direção: Alfred Hitchcock
O Filme: Trata-se de uma produção de suspense genuíno sobre um psicótico assassino, Norman Bates, que obedece as ordens de sua falecida mãe, cujo corpo é mantido num local secreto em sua morada próximo ao hotel que gerencia. A partir dessa dupla personalidade, ele assassina aqueles que decidem parar no local, como a ladra Marion Crane (Janet Leigh).
Mais informações sobre o filme, clique aqui:  Psicose-1-2-3-e-4


O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA (Texas Chainsaw Massacre, 1974). Direção: Tobe Hooper
O Filme: Uma família canibal vive no Texas matando os desavisados com o intuito de utilizar a carne para se alimentar e vender. O destaque está na figura de Leatherface, que, como o nome diz, veste em seu rosto a pele de suas vítimas. Um grande problema para Sally (Marilyn Burns), seu irmãoFranklin (Paul A. Partain) e seus amigos, quando resolvem se aproximar da região.
Mais informações sobre o filme, clique aqui:  O-Massacre-da-Serra-Eletrica-1974


A Verdade: O autor da obra original de PsicoseRobert Bloch, baseou-se o personagem Norman Bates no famoso assassino de Wisconsin, Ed Gein, que em 1957 foi preso por ter cometido dois crimes por enxergar nas vítimas a figura de sua falecida mãe. Com os corpos ele fazia móveis de sua casa e vestia a pele das vítimas com a intenção de se tornar uma mulher. A excentricidade de Gein também serviu de inspiração para os roteiristas de O Massacre da Serra ElétricaKim Henkel e Tobe Hooper, Ed Gein fazia móveis, aparelhos domésticos e uma roupa de couro, que serviu de inspiração para o personagem Leatherface (Cara-de-couro),   além de Thomas Harris e Ted Tally para criar o assassino Jame Gumb, de O Silêncio dos Inocentes, o personagem conhecido como Buffalo Bill, serial killer no filme, também se vestia com uma roupa feita de couro . 
Imagens do filme: "O SIlencio dos Inocentes"






Buffalo Bill





35 comentários:

  1. casos reais quer realmente pode acontece de verdade é invoca espiritos. isso seja real e é verdade. isso diz na biblia quer os demonios são veridicos e reias anode invoca els vem. pra antormeda. filme é real incovaçao do mal. e robert o boneco e exocista. tempos entigos e reais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tentei entender mas nem o google translator conseguiu.
      Mais um caso de evangélico analfabeto.

      Excluir
    2. hahahaha também não entendi nada

      Excluir
    3. nossa, queria muito curtir aquele comentario. huahahah

      Excluir
    4. E oque seria Google "Translator"

      Excluir
    5. kkkkkkkkkkkkkkkkk...esse primeiro post aí deve ser um caso sobrenatural!!

      Excluir
  2. Um filme parecido com a “Invocação do Mal” é “A Casa das Almas Perdidas” (meio fraco é claro) mais também é fato real e também trás o casal de investigadores paranormais - Ed e Lorraine Warren. Mais o que é melhor disso tudo é que são verídicos.

    ResponderExcluir
  3. Resistirás ao diabo e ele fugirás de vós!
    Assim diz na Bíblia. Pois onde habita a Luz do Senhor, jamais habitarás as trevas!

    ResponderExcluir
  4. creeeeeeedoooooooo q horror....
    #mas_eu_adoooroo

    ResponderExcluir
  5. o exocista pra min é o melhorrrrrrrrrrrrrrrrrr

    ResponderExcluir
  6. Invocação do Mal o meelhor, assisti e gostei apesar dos sustos e talz, mais é maneiro haha

    ResponderExcluir
  7. -O casal Warren é muito top! Vc podia postar mais histórias desse fantástico casal! *-*

    ResponderExcluir
  8. Eu acredito em tudinho!! :(

    ResponderExcluir
  9. Invocação do mal foi o melhor que já assisti... E já assisti vários, porém nunca senti mendo.. Tanto que TERROR é meu tipo preferido de livros e filmes... Mas esse que vi, realmente me deixou cabreira, porque.. Sou evangelica e, meu, DEMONIOS existem é claro. Lógico que a história ali é mais forçada, mas se estamos fracos em espirito não é dificil uma possessão. Jamais brinquem de invocar e tal...
    No finla do filme diz uma parada que me atormentou muito algo do tipo que existe o bem e o mal, mas cabe a nós escolher em qual lado ficar! Fiquem atentos!!!

    ResponderExcluir
  10. Bela matéria,terror para todos os gostos

    ResponderExcluir
  11. eu assisti Invocação do mal e achei mais assustador que o exorcismo, o negocio é serio...

    ResponderExcluir
  12. Tem gente que não acredita em espiritos mais tudo existe de verdade, aconmteceu comigo e minha familia em São Paulo em uma chacara em Osasco, convidamos uma amiga de trabalho para almoçar era bem proximo do nosso trabalho, ela aceitou o convite e foi almoçar na chacara de onde moravamos, ela logo de imediato sem tiu um arrepio logo quando entrou, mais ela pensou que era apenas o vento gelado, em fim logo depois que ela almoçou ela saiu de dentro de casa quando de repente ela viu na beira da pioscina uma menina com cara palida e uma roupa bem antiga, essa menina sempre aparecia para as minhas sobrinhas que na epoca só tinham 3 anos de idade, fora isso muitas pessoas que não acreditavam passou a ver coisas estranhas nessa chacara em varios momentos.Acreditem ou não isso foi real para a minha familia e amigos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que essa menina de cara pálida, levou todo seu português, e colocou muita erva no lugar. E outra pegunta: Quem te perguntou?

      Excluir
  13. Acreditem ou não, mais aconteceu comigo, tenho duas sobrinhas gêneas, nessa época moravamos em São Paulo, nesse dia era mais ou menos quase 5 da tarde estava frio muito frio, então uma das minhas sobrinhas estava olhando fixo pra uma das casas que tinha na chácara a minha irmã perguntou o que foi? o que você está olhando então a minha sobrinha disse tem uma menina vindo pra cá ela esta olhando feio pra mim e minha irmã logo se assustou por que na chacara só tinha elas duas como criança e não tinha como entra ninguém lá, por que o muro era alto e tinha 3 cachorros, em fim nesse mesmo dia a minha irmã viu uma menina com mais ou menos 3 anos de idade com uma roupa estranha parecia ser antiga na beira da piscina e quando ela viu era quese meia noite, fora isso muitos dos meus amigos e familiares viram acontecer coisas estranhas nessa chácara, por isso fomos embora de lá e voltamos para Recife, foram quase 5 anos de muito medo nesse lugar.Teve outros acontecimentos uma foi em uma festa a filha de um amigo da familia começou a chorar e quando agente perguntou ela disse que viu também a menina ela era muito feia e que ela só estava observando todos que estavam lá.Existem filmes que falam de acontecimentos verdadeiros.

    ResponderExcluir
  14. minha mãe fala que neste mundo existe de tudo não desacredito de nada...

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Minha irmã achou a invocação do mal na rua e assistimos da muito medo mas é ótimo

    ResponderExcluir
  17. Chucky é a onda e clássico. Estou no final com medo, mas eu gosto de terror ou suspense histórias e filmes exorcismos. Recentemente, vi The Vatican Tapes não geralmente pensam que é liberado em queda livre bater a cada clichês imagináveis em uma história de horror. De tudo isso, o mais interessante é uma cena em que ela cospe três ovos que representam a Santíssima Trindade. Poderíamos dizer que há material para contar uma história interessante, mas certamente com intenções não é suficiente. "Exorcistas No Vaticano" poderia ter tido melhor destino se o tom geral do filme era crua e cheia de deboche.

    ResponderExcluir